Início » Exposições temporárias » Exposição “Polinizadores” – Desenhos e fotografias do Grupo do Risco para o calendário de Mértola 2022
Voltar à página de noticias

Exposição “Polinizadores” – Desenhos e fotografias do Grupo do Risco para o calendário de Mértola 2022

Exposição “Polinizadores” – Desenhos e fotografias do Grupo do Risco para o calendário de Mértola 2022
Coletiva – 5 a 28 de fevereiro de 2022

“O Grupo do Risco é um coletivo de artistas e cientistas que fazem os seus registos em espaços naturais, com desenhos em cadernos de campo, com fotografia e vídeo. Conta com doze anos de atividade em expedições a áreas protegidas e reservas da biosfera, no continente e ilhas, no Brasil, no Norte de África e Ilha do Príncipe. A região de Mértola tem sido um dos locais mais visitados pelo GdR ao longo da última década onde, para além de recorrente ponto de encontro, numerosos cursos de desenho de campo foram administrados por alguns dos seus membros, nas paisagens deslumbrantes do montado e percursos de água no Parque Natural do Guadiana” (Pedro Salgado – Coordenador do Grupo do Risco).
“Os polinizadores desempenham um serviço vital nos ecossistemas e na agricultura. Ao transportarem o pólen entre flores, ou seja ao realizarem a polinização, possibilitam a reprodução das plantas e a formação de frutos e sementes. Assumem, assim, uma enorme importância ecológica na natureza e para as populações humanas. Cerca de 75% das plantas cultivadas dependem dos polinizadores. Os polinizadores garantem a polinização de cerca de 90% das plantas silvestres.
Embora a grande maioria dos polinizadores pertença ao grupo dos insetos, há também algumas espécies de aves, morcegos e répteis que desempenham este importante papel na natureza. Os abelhões, as abelhas solitárias e os sirfídeos (também conhecidos como moscas-das-flores) são os polinizadores mais frequentemente observados. Outros insetos como borboletas, traças, vespas e escaravelhos, bem como algumas aves, como as referidas neste calendário, também desempenham uma importante função na polinização em Portugal.
Nas últimas décadas os polinizadores têm vindo a enfrentar muitas ameaças, e as populações de muitas espécies estão em declínio ou mesmo ameaçadas de extinção. As principais ameaças aos polinizadores são as alterações no uso do solo, a perda de habitat, a agricultura intensiva, o uso de pesticidas, a poluição (incluindo poluição luminosa), a predação por espécies exóticas invasoras e as alterações climáticas.
Os polinizadores precisam de locais (habitats) com comida, água e abrigo para viver, reproduzir e prosperar. As comunidades, as organizações e mesmo cada cidadão podem realizar pequenas ações para ajudar e potenciar a necessária presença e proliferação dos polinizadores. Cultivar pequenos jardins com uma grande diversidade de plantas silvestres autóctones, não cortar ervas ou podar ervas ou podar arbustos no tempo da floração, não usar pesticidas e criar abrigos para polinizadores, são alguns dos exemplos de ações que estão ao alcance de todos.
Para alertar sobre a importância dos polinizadores e sensibilizar a comunidade para um papel mais ativo na defesa e proliferação de polinizadores, os investigadores da CIBIO/InBIO-BIOPOLIS associados à Estação Biológica de Mértola, o grupo de ilustradores do Grupo do Risco e a equipa da Casa das Artes Mário Elias juntaram-se para criar os conteúdos deste novo calendário de 2022.
Na edição de 2022 do Calendário da Estação Biológica de Mértola e da Câmara Municipal de Mértola, vamos conhecer alguns dos polinizadores que ocorrem no Vale do Guadiana, a sua fenologia, as suas vulnerabilidades e algumas curiosidades” (Paulo Célio Alves e Rosinda Pimenta).

Ficha Técnica:
Coordenação Geral: Rosinda Pimenta e Paulo Célio Alves
Conceito e design gráfico: Pedro Salgado e Cláudio Baeta
Ilustradores: Catarina França, Cristina Espírito santo, Dilar Pereira, Luís Frasco, Marco Nunes Correia, Marcos Oliveira, Nádia Torres, Pedro salgado, Pedro Salvador Mendes, Sílvia Escarduça, Rita Cortez.
Fotógrafo: Steve Stoer
Textos: Sónia Ferreira e Luís Silva
Produção: Luís Baeta

Museu de Mértola . Câmara Municipal de Mértola © 2021. Todos os direitos Reservados

    Subscreva a nossa newsletter!